Não julgue os rótulos

Durante uma conversa cotidiana com um conhecido, acabei ouvindo a tão conhecida frase “Quem se define, se limita. Rótulo para que?”. Nunca concordei muito com essa afirmação, porém nesse dia específico acabei me incomodando mais com ela. Definir e se limitar são duas coisas distintas, separadas por um abismo enorme. Uma coisa é você querer …

Continue lendo Não julgue os rótulos

Anúncios

Dica de Leitura – AntiPrincesas =)

Hoje é o Dia Internacional das Meninas, e tem dica de leitura empoderada!

Esquecer

Esquecer geralmente é considerado algo negativo, um mero erro pessoal. Contudo, esquecer por vezes pode ser algo bom, até mesmo aconselhável. Esquecer alguém que nunca agregou em sua vida, que não pôde retribuir o que lhe era oferecido. Esquecer alguma dor que talvez já não exista no presente, mas sua mera lembrança é o suficiente …

Continue lendo Esquecer

7 Regras para usar na vida

1 - Faça as pazes com seu passado... e então ele não perturbará sue presente 2 - O que as pessoas pensam de você...                              não é da sua conta. 3 - O tempo cura quase tudo.                               Se dê esse tempo. 4 - Ninguém é responsável                             pela sua felicidade. A não ser você. 5 - Não compare sua vida com as dos outros...       …

Continue lendo 7 Regras para usar na vida

Estudos, trabalho e felicidade…

Poder diariamente fazer o que gosta parece uma realidade um pouco distante para um bom número de cidadãos da nossa sociedade, isso ocorre uma vez que um dos discursos mais repetidos é a importância de se escolher uma carreira que providenciará a você o sucesso, e consequentemente dinheiro e ótima qualidade de vida, porém se …

Continue lendo Estudos, trabalho e felicidade…

12 atitudes simples para ajudar um ansioso

Ansiedade é considerada por muitos como um simples sentimento, como no caso de estar nervoso por uma entrevista de emprego, uma viagem, ou coisas do tipo. Mas não se pode simplificar o termo quando se tem isso como rotina na vida. Eu tenho transtorno de ansiedade, e é bem difícil lidar com isso sem ajuda, e com uma sociedade inteira te tratando como "fresco" kkkk Um transtorno de ansiedade é muito mais que um friozinho na barriga: muitas vezes nos impede de sair com amigos, fazer o que mais gostamos, desistir de sonhos. Taquicardia, boca seca, tontura, tremedeira, falta de concentração, falta de ar... esses são os companheiros de um ansioso... Se você conhece algum ansioso e não sabe como fazer, te digo uma coisa: é mais simples do que você imagina. Olha só o que você pode fazer: 1.Responda o quanto antes uma mensagem, mesmo se a resposta for chata Não quer dizer que você deva estar SEMPRE disponível para a pessoa, mas enrolar para dar uma resposta cria mais desconforto que um "não", por exemplo. 2.Não sabe o que fazer para ajudar durante uma crise de ansiedade? Pergunte! Algumas pessoas preferem ser abraçadas, outras precisam de um espaço para respirar e se acalmar em silêncio. Como ninguém é igual, não existe fórmula certa. Se você perguntar, se possível antes de acontecer uma crise, com certeza saberá como ajudar de verdade. 3.Algumas situações simples do seu dia-adia podem ser difíceis para um ansioso.  Atender a um telefone diferente, ser apresentado a alguém, falar em público...pode ser algo corriqueiro e tranquilo para você, mas pode ser difícil para a outra pessoa. 4.Ajude a pessoa a lembrar de memórias boas e coisas divertidas. Tirar o foco das coisas que deixam um ansioso mal, ajuda a ver as coisas de outra maneira. Lembre de dias legais que viveram, conte uma piada antiga... 5.Aprenda a ler os sinais do ansioso quando uma crise está por vir Um pouco antes de uma crise, a pessoa ansiosa pode dar sinais de que não está bem, como ter dificuldade para falar ou se encolher. Percebendo os sinais comuns da pessoa você pode ajudar de forma mais eficaz. 6.Frases do tipo “Você não era assim antes” e “Por que você é tão complicado?”. Simplesmente acabam com o dia. 7.Faça o ansioso entender que ele não é anormal. A ansiedade faz com que a pessoa não enxergue que todo mundo tem dias ruins, dificuldades e coisas afins. Mostre que ela não é anormal por isso. 8.Todo suspense é desnecessário. “Preciso falar com você mais tarde” me faz virar do avesso! Se para um não-ansioso isso já é um motivo de inquietação, então imagine o impacto para quem é. 9.Chame o ansioso para fazer vários nada com você. Falar abobrinha, ver os carros passarem na avenida, dar uma volta despretensiosa pela rua, rolê na feira... são formas descomplicadas de mostrar para o ansioso que é possível desligar a mente. 10.Mostre que se importa com a pessoa Perguntar se está tudo bem, é muito reconfortante. 11.Um ansioso também precisa de espaço Um momento de introspecção é bom para mundo. Demonstre que não está ausente, está respeitando o espaço da pessoa e quando ela quiser sair da "caverna", você estará por lá. 12.Ouça. Deixe a pessoa falar, às vezes é só disso que o ansioso precisa.   Setembro é amarelo, sabia?  A campanha "Setembro Amarelo", que acontece desde 2014, tem como objetivo falar sobre a realidade do suicídio no Brasil e sobre sua prevenção. Saiba mais em http://www.setembroamarelo.org.br/      

Talvez seja temporário

Queria que meu estômago não embrulhasse mais quando escuto alguma música do tempo em que te conheci, queria poder evitar a sensação que vem quando vejo alguém com alguma característica sua, gostaria do fundinho da alma que as lembranças não fossem tão vivas dentro de mim. Seria meu sonho não focar tanto nas coisas boas …

Continue lendo Talvez seja temporário