Essa viagem chamada: Vida!

large

Esses dias me peguei pensando em como essa vida é louca. Sério, você já olhou para os últimos dois anos da sua vida e conseguiu enxergar o quanto tanta coisa pode acontecer em 730 dias sem ao menos a gente perceber? É bastante tempo, eu sei, mas é como se os dias simplesmente fossem nos empurrando e não tivéssemos escolha, embora estejamos sempre cheios de decisões a tomar.

Olhando para a minha vida, o balanço foi mais ou menos esse: duas saídas de casa, uma escolha feita por impulso (mas que não significa que foi perdida, pelo contrário, trouxe muitas experiências), vários encontros e desencontros, alguns meses sem rumo e um grande passo tomado. Que, aliás, só pôde ser percebido o quão grande foi, após essa análise. E a gente precisa disso, dessas reflexões. 

Clica em ler mais para acabar de ler o post!

Quando eu ia à terapia, minha psicóloga me olhava e falava “Você já saiu de casa uma vez, consegue ver o quanto isso é grande?” e eu sabia que era, mas pra mim parecia ter sido tão normal (por querer tanto sair de casa logo) que eu não havia percebido o tamanho da coragem que tive. E pode não ter sido algo tão gigantesco, mas qualquer mínimo passo que você dê para o lado contrário da sua “zona de conforto”, já é um grande avanço.

Enquanto eu escrevo, comecei a lembrar de alguns outros episódios e do quanto eu queria me tornar independente, mas ao mesmo tempo tinha medo de me jogar sem certeza alguma, de como me adaptaria ou teria que me acostumar com coisas bem diferentes da minha realidade. E ter dado esse passo não significa que o medo tenha me deixado, mas uma vez li uma frase que dizia “Para se ter coragem é preciso que exista o medo”, algo mais ou menos assim. Isso me fez refletir, muito… E as vezes é até bom sentir aquele friozinho na barriga, vai?

Foi pensando em como estamos sempre reclamando, achando que a nossa vida não vai para frente, que as coisas não dão certo e que muitas vezes desanimamos, que cheguei a conclusão de que não nos damos a chance de enxergar cada passo, por menor que seja, que damos a cada dia. E são esses pequenos passos que, somados, fazem de nós grandes pessoas em busca dos nossos maiores sonhos.

Um passo de cada vez e a gente chega lá, basta acreditar!

Nayara Rosolen

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s