Autodidatismo? O que é isso? Como faz?

Fala Galera, tudo bem com vocês?

Acho que o título do post deve ter trazido uma palavra monstruosa para alguns que não a conhecem: autodidatismo. Mas que é isso, Vanessa? Calma lá, que o tema de hoje é uma salvação para muitos e um bixo de sete cabeças para quem já conhece essa palavra mas que sabe que as coisas não são fáceis. Bem, vamos para definições?!

autodidatismo
substantivo masculino
  1. ato de estudar e adquirir instrução por si mesmo, dispensando a orientação de professores.
  2. qualidade de autodidata.

A definição é simples mas as funções um verdadeiro problema para muita gente. E eu garanto para vocês que já foi um monstrinho insistente na minha vida, mas que, aos poucos estou conseguindo aderir à vida. E vai por mim, vale muito à pena.

Não sou uma especialista, formada na área e nem absolutamente nada referente a isso. Venho falar com vocês como mais uma sofredora desse mundo de alunos que buscam métodos de facilitar a vida e fazer as coisas dar certo. Venho aqui dizer o que eu descobri com minhas próprias tentativas, então caros especialistas na área, desculpem-me pelos possíveis equívocas.

Não vou dizer que é uma realidade universal, e que “vão na fé” que vai funcionar com vocês também. Tenho amigos que já disseram que de jeito nenhum conseguem estudar sem ter um professor orientando. Também já fui dessas que dizia o mesmo.

A questão é que moro em uma cidade interiorana e possibilidades de estudos por aqui não são tantas assim. Tanto que curso a faculdade em uma cidade próxima da que moro (1 hora e meia de distância). E eu precisava e preciso recorrer à alguma coisa para estudar além, certo? E nada melhor que recorrer ao professor que vive dentro de mim (apesar que costumo atuar como professora particular, então no caso, há realmente essa professora dentro de mim).

Fonte: educação uol

Sempre me virei muito bem com as matérias da escola. E batia o pé que não conseguiria me virar em outras coisas as quais não tivessem professores. Lembro que teve uma época que todas as minhas amigas entraram em um curso de Inglês e eu, não, porque não tinha tempo. Mas aí, no maior estilo “Maria vai com as outras”, bati o pé que ia aprender inglês sozinha. Equivocadamente, me coloquei a estudar e nem duas semanas (mas é que também a louca se colocou para decorar todas as palavras do dicionário. Aí não, certo?).

Você não se vira sozinha até você precisar. Enem batendo a porta, e o que fazer? Curso por aqui não tinha. Na época, eu fazia curso de técnico em informática e não achei um curso que eu achasse bom nos horários que eu poderia. Qual foi o jeito? estudar sozinha. Ressalva para que, na metade do ano, embarquei no inglês (dessa vez sem loucura). Hoje sou intermediária na língua e mantenho o foco dos estudos, sozinha. Mas como fazer isso? Vamos a coisas que acho necessárias!

1. Força de vontade

Esse é o quesito primordial. O começo é difícil e continuar é muito mais. Você precisa persistir e tentar superar as barreiras que vão surgir. E acrescento agregado a este quesito, a necessidade de paciência pois, sem dúvida, o que mais afeta é isso. Os resultados não vem rápido demais (eu sempre acho, por exemplo, que deveria já ser bilíngue com esse pouco mais de 7 meses que estudo… rsrsrs)

2. Descobrir seu método de estudo

Cada pessoa aprende de uma forma diferente. Eu, por exemplo, preciso reescrever tudo para memorizar e depois ler, em voz alta, relembrando e buscando trechos que não memorizei. Tem gente que apenas com um dos métodos já consegue decorar tudo. E eu sempre preciso aprender qualquer coisa lendo em voz alta, autoexplicando, como se realmente fosse minha professora. Com você, pode ser totalmente diferente. Nunca esqueça: cada um é cada um.

3. Organização

Vão dizer que é por causa do meu excesso de organização de tudo. Eu tenho o sério problema de manter planejado cada mínimo passo do meu dia, então… Não tem nada a ver. Juro. Você precisa montar um plano sobre o que e quanto estudar. Eu, por exemplo, tenho uma sequência lógica das apostilas de inglês que estudarei,os dias que irei usar qual e assim por diante. Além de planejamentos quanto aos conteúdos da faculdade, por exemplo (não deixa de ser um “se virar sozinho” quando chega para as provas…rsrsrs)

4. Estabelecer metas/objetivos

Faz parte da força de vontade ter um porque nisso tudo. Eu, no caso, quero terminar a faculdade com fluência em Inglês e com algum conhecimento em alemão. Ter um “por que” é sempre necessário.

5. Procurar bons materiais

Não adianta ter todos os outros fatores, se não for gastar um tempinho em buscas. Acho que essa é a parte desanimadora inicial. Materiais tem muitos, mas que ajudem de verdade, requer uma boa busca. Gaste um tempinho sempre que possível procurando-os (mesmo que já tenha materiais de estudo)

Beijos, Vanessa!

 

 

Anúncios

Um comentário em “Autodidatismo? O que é isso? Como faz?

  1. Que legal! Eu tambem tenho tentado quebrar essa resistência e a ideia de que só aprenderei com um professor presente..rsrsr Já fiz faculdade, presencial, mas agora tenho tentado estudar pra concursos, mas preciso focar mais e acreditar que consigo me virar sozinha…Tenha uma boa semana, bjos

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s