O que fazer se me sinto deslocada/o? ( Post da Ana Clara)

O que você pode fazer
Primeiro, identifique o tipo de pessoas com quem você acha mais difícil se enturmar. E não insista nelas, porque sempre queremos o que é mais difícil de termos???? Paraaaaaaa
Assinala aí:

Idade:
Eu me sinto deslocado entre . . .
* pessoas da mesma idade que eu
* jovens mais velhos
* adultos
Estilo:

Eu me sinto deslocado entre pessoas com estilo . . .
* esportista
* artístico
* intelectual
Personalidade:

Eu me sinto deslocado entre pessoas . . .
* autoconfiantes
* populares
* que fazem “panelinhas”
Segundo, escolha a frase que descreve como você costuma reagir na presença dessas pessoas.
* Finjo ter os mesmos interesses e habilidades.
* Não ligo para os interesses delas e falo dos meus.
* Fico quieto e vou embora na primeira oportunidade.
Terceiro, tome a iniciativa! Você não pode sempre esperar que as pessoas se aproximem de você; às vezes, você tem de se aproximar das pessoas. (Filipenses 2:4) Como você pode fazer isso?
Procure pessoas de outras idades. Pense no seguinte: Não reclame que tem poucos amigos se você só procura fazer amizade com pessoas de sua idade. Isso seria como morrer de fome numa ilha deserta cercada de peixes.
“Minha mãe me incentivava a conversar com os mais velhos. Ela dizia que eu me surpreenderia ao descobrir quantas coisas em comum tinha com eles. Ela estava certa, e agora tenho muitos amigos!”
Na faculdade principalmente, eu sou a mais nova, só tenho amigas mais velhas.

Desenvolva a arte de conversar. O segredo é (1) ouvir, (2) fazer perguntas e (3) mostrar interesse sincero. — Tiago 1:19.

NÃO EXAGERE!

* Fale, MAS não domine a conversa
* Faça perguntas, MAS não seja intrometido
* Seja amigável, MAS não flerte
* Seja confiante, MAS não arrogante

Anúncios

2 comentários em “O que fazer se me sinto deslocada/o? ( Post da Ana Clara)

  1. Achei legal a proposta do post, mas o que é a vida se não assumir riscos? Não é bom colocar pessoas em categorias e se afastar delas apenas porque “pessoas esportivas” não te deixam a vontade ou não falar com “pessoas mais novas” te deixam desinteressado, isso nos limita muito. Cada pessoa é uma pessoa e a gente perde muito por não se aproximar de alguém só porque os julgamos numa categoria que não é a nossa. Não é só porque um dia um idoso te fez sentir confortável falando com ele que todos os outros no mundo farão. Vale repensar um pouco essas coisas e estar sempre aberto para novas pessoas sem rotular cada uma dela 🙂

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s