Por que?

Fala galera, tudo bem com vocês? O post do dia é como uma espécie de “apresentação” do lado blogueiro de quem vos fala nessas segunda-feiras…

Como é que uma pessoa começa a escrever para blogs? Aliás como é que se começa a escrever? Esse é um mistério da qual não há como se explicar. Eu, no caso, sempre gostei de escrever. Tipicamente a adolescente que cresceu com diários, relatando tudo o que fosse possível. Ah! sempre amei os diários, e não por acaso, sempre associo blogs com tais. Afinal, estamos aqui expondo nossos gostos, vontades e pensamentos. É um tipo de diário, não?!

Tive meu primeiro blog com cerca de 12 anos, que durou menos de um mês. O segundo, um pouco mais: dois meses. E por que eu começava e não terminava? Porque eu “morria” de vergonha do que escrevia. Sim, segundo essa mente criativa e de pouca autoestima, as pessoas iriam rir ou ridicularizar aquilo que eu escrevia. Logo, “bye bye” aos posts e blogs que fazia.

Mas aí, em Agosto do ano passado, resolvi voltar a escrever. E a seguir em frente. Alguns meses depois, recebi a proposta de um outro blog, ao qual resenho mensalmente, e por coincidência, poucos dias depois, surgiu a proposta para fazer parte do 7seasons. Gente, tenho que dizer que fiquei entre o sim e o não para aceitar. E por que? Eu estava enfrentado a fase de transição de Ensino médio para faculdade, o que é uma correria que só. E além do meu blog, era resenhista quinzenal de outro blog, ao qual havia entrado a pouquíssimos dias. Realmente, não sabia se conseguiria dar conta de tudo isso. Porém, quando vi o blog, e a genialidade da ideia por trás dele, a criatividade e a associação do nome à quantia de blogueiros, acabei me jogando nesse mar escuro sem saber se daria conta ou não…

Eu amo escrever. Esse é um dos fatos principais as quais tenho certeza. Eu gosto de poder expor o que penso, o que gosto, o que desejo. É inenarrável a sensação de pegar uma caneta e um papel, ou sentar a frente do notebook e escrever. São os momentos que desligo-me de tudo e entro em sintonia com meu eu, que decreto silêncio à voz e coloco a gritaria em palavras. Faz mais bem que meditação! haha

Beijos, Vanessa!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s