Quero/Preciso/Vou sair da casa dos pais – Qual a melhor forma?

Uns sonham desde pequenos a se tornarem independentes, outros gostam de aproveitar um pouco mais do luxo que é morar com os pais, mas há o ciclo natural que acontece, pelo menos para a maioria das pessoas, e chega a hora de deixar a “vida boa” e começar a fazer parte da vida real, que traz toda uma responsabilidade.

Mas como fazer isso acontecer? Quais motivos o leva a isso? De que forma colocar em prática? Sozinho? Com os amigos? O(a) namorado(a)? É pra estudar? Trabalhar? Vai ter ajuda financeira ou não? Já se perdeu? Calma! Esse post é exatamente para colocar essa bagunça em ordem!

Eu já saí de cada duas vezes e já morei com parente, já morei sozinha e atualmente eu moro com dois amigos… Baseado em minhas experiências, vou tentar dar algumas dicas e explicar qual a melhor forma de conseguir seu próprio cantinho:

Primeiro: O que te leva a querer sair da casa dos pais?

“Para estudar/trabalhar”
Muita gente precisa sair de casa para estudar, porque não tem oportunidades na própria cidade ou nas proximidades, ou porque teve uma oportunidade melhor em outro lugar mais distante (que foi o meu caso da primeira vez que saí de casa). O mesmo vale quando o assunto é trabalho.

“Acho que já está na hora de ter meu próprio canto”
Morar na casa dos pais é bom, é ótimo, é confortável e dá direito a algumas “mordomias”! Mas chega um ponto em que muitas pessoas vêm a necessidade de procurar seu próprio caminho, buscar amadurecimento e até mesmo autoconhecimento (que foi o meu caso na segunda vez que saí de casa), chega a hora de ser dono do próprio nariz.

Segundo: Como isso vai acontecer?

“Sozinho”
Acho que esse é o desejo da maioria que sonha em sair da casa dos pais. A liberdade de ter um canto só seu, sem ninguém para mandar ou desmandar, sair e chegar a hora que quiser, etc. Mas é preciso entender que se está morando realmente sozinho, todas as responsabilidades também terão que ser assumidas da mesma forma. A parte boa é que a gente amadurece muito e aprende a administrar muita coisa. A parte ruim, principalmente se você muda de cidade, é que às vezes você vai se sentir solitário.

“Com os(as) amigos(as)”

Quem nunca imaginou ir morar com os amigos? Diversão e festa todo dia! Hahahaha Pelo menos é assim que a gente imagina quando está no colegial… Mas quem vive a realidade sabe que as coisas não são assim. Se você se imagina saindo todos os dias quando está no colegial, quando chega na faculdade só se vê estudando até as 4h da manhã. A parte ruim é que a gente só conhece as pessoas quando vai para de baixo do mesmo teto e podem haver alguns conflitos. Conheço pessoas que eram amigas desde a infância e hoje não se falam mais, depois de morarem juntas. A parte boa é que realmente há uma liberdade maior e você aprende a lidar com outras personalidades, coisa que a vida profissional irá exigir. Vocês também irão ter que se organizar em pagar as contas, limpeza da casa, etc. É trabalho em grupo e amadurecimento.

“Com o(a) namorado(a)”

Muitos casais decidem viver de baixo do mesmo teto, porque pode ser uma ótima economia para ambos ou até mesmo para decidir se é o querem da vida antes de tomar a decisão de se casarem. A parte ruim também pode ser a convivência, é quando você conhece a pessoa de verdade. Mas acho que também a parte boa, porque você pode pensar bem antes de dar um passo maior.

“Com parentes”
Acontece bastante com quem precisa mudar de cidade, ter um familiar no lugar já é ótimo pelo menos à princípio, quando você não conhece muito da cidade e ainda não encontrou um lugar para ficar. Fora que, quando a gente muda de cidade, sempre bate uma saudade da família e ter aquelas pessoas ali nesses momentos, é ótimo! A parte ruim para muitos é a já citada, com qualquer outra pessoa que você vá morar, seja amigo, família ou namorado(a), é a convivência e talvez, dependendo da situação, não há tanta liberdade como morar sozinho ou com amigos.

Terceiro (e mais importante): Terá ajuda financeira?

“Sim”
Isso acontece muito quando se precisa sair de casa para estudar e ainda não se tem uma renda, um trabalho fixo e os pais ajudam à bancar até que oportunidades surjam e possa se tornar independente também no quesito financeiro. Se você tem essa ajuda, ótimo!

“Não”
Esse caso acontece mais na segunda opção do primeiro tópico, mas muitas pessoas que saem para estudar acabam também não tenho o apoio financeiro por falta de condição. Algumas faculdade Federais e Estaduais, quando é o caso de se estudar em uma instituição do tipo, ainda apoiam o aluno dando um auxílio para que ele possa estudar vivendo perto da faculdade (isso é maravilhoso)! Mas se você vai sair de casa “com uma mão na frente e outra atrás” é preciso ter um planejamento, porque ninguém vive de vento e as coisas não andam fáceis. Tente trabalhar e juntar uma grana suficiente para que você possa viver até encontrar um emprego em outro lugar, caso haja uma mudança de cidade. Caso não haja essa mudança, encontre um emprego e quando sentir confiança de que não irá ficar sem nada, comece a tomar providência para ter seu próprio canto.

Gente, essas são as dicas que eu tinha para dar hoje e se você já passou por isso ou está pretendendo passar, conta aí pra gente como foi/está sendo, vamos adorar saber e trocar experiências!

Beeeijos e até semana que vem! ❤

Nayara Rosolen

Anúncios

4 comentários sobre “Quero/Preciso/Vou sair da casa dos pais – Qual a melhor forma?

    1. Nayara Rosolen

      Siim, essa é parte ruim, Clara!! Hahahaa É a parte ruim de quando se divide moradia… Acho que com parente ainda mais pela liberdade, mas com qualquer pessoa que vá morar. Mesmo assim acho que vale a experiência, a gente acaba se tornando mais tolerante e sabendo a lidar com outras personalidades!!
      Obrigada pela visita e por deixar sua opinião, linda!!
      Beeeijos ❤

      Curtido por 1 pessoa

  1. Pingback: Meu primeiro ano no 7S – 7Seasonsblog

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s