O poder do eu

 

Mulher? Honrada por tal. Negra? O orgulho total se reflete na cor. De cabelos bagunçados e enrolados, e se reclamarem,se bagunça mais. Os olhos castanhos sim, o corpo “magrelo” e a alma brilhante pelo que se ver no espelho. E porque não, então, você se ver no espelho e admirar cada parte sua?

É claro, objetivo e explícito a temática de hoje. Aliás, abandonando dicas e posts feitos, resolvi encher vocês com palavras que para alguns, será mais uma encheção, mas que para muitos, será exatamente aquilo que se faltava ouvir. Bater na porta do amor próprio de cada um exige mais do que se pensa.

Tem gente que nasceu com o auto amor gritante. Derrube o mundo, grite mil xingamentos mas nada afeta. Mas outros, porém, e creio ser uma grande parcela, vivem por aquilo que eu diria como: amor próprio afetado. Imagine então aquele dia em que nada combina, sua cara está toda amassada e nenhuma maquiagem ajuda, sem contar o cabelo que resolveu virar a bagunça do ano. Justo no dia que você resolveu ter a bad do “ninguém me ama”, a briga com o espelho e a cara virada para o mundo. Agora imagine só um alguém que encara isso todos os dias? Todos os segundos? Que se sente a última merdinha da terra. Eu sei que muitos se sentem assim, eu afinal, já me senti…

Não gosto de falar ou tentar expôr alguma coisa na qual eu não tenha passado. O maior ensino que se pode ter está na experiência. Não preciso, pois ler dados por sites para dizer alguma palavra aqui contida e se houver bobagens, correções são aceitas, é claro. Mas eu, assim como muitos, vivenciei essa situação terrível onde a auto estima está beijando o petróleo, meus caros, e isso não é nada de bobagem ou futilidade, como dizem por aí…

Eu não sei bem o porque, maseu colocaria em questão o excesso de comparações aos outros. Esse sempre foi o pior mal que carregava… Querer ter a vida parecida com a de fulano e é aquela de “o gramado do vizinho é sempre mais verde”. E jamais olhava para o belo que havia por aqui. Os olhos superficiais demais, costumava olhar tudo em volta e deixava de olhar para si mesmo. Cheguei a um estado de infelicidade desgastante. Nada estava bom, nada me fazia feliz…

Não vou publicar um livro de auto ajuda, ou dizer que confiem em minhas palavras,mas eu desafundei. Nossa! Então você é a confiança em pessoa? Não! Convenhamos, com todos os princípios e preceitos pregados e impostos pela sociedade, n]ao há um ser no mundo que seja confiante em tudo. Eu sou insegura, receosa, medrosa. Mas, eu ainda me amo. É como se olhar no espelho, ver aquele defeito, mas apontar mil e uma qualidade que superam aquilo. Ou simplesmente não se importar por ele estar ali. É gostar de si, claro, deixar que os defeitos não te atrapalhe mas também saber se autoavaliar a ponto de conseguir concertar aquilo que pode ser arrumado. Sendo específica: é se olhar no espelho, detectar um defeito ou algo do tipo e saber lidar com ele, invés de sentar e dramatizar por horas a fio.

Quase utópico, não é? É uma superação diária, lenta e gradativa. Porque é difícil não se comparar aos outros, não achar a grama do vizinho mais verdinha, não se odiar por aquela espinha imensa que não some do seu rosto, não pertencer aos padrões e não se realizar nos desejos. Mas é preciso saber olhar a si com bons olhos, se preciso for colocar a roupa mais bonita do guarda roupa, passar uma maquiagem no rosto e encharcar o cabelo de crema para diminuir o volume. Ora, porque não? Estamos falando em buscar o que te faz feliz, não é? Nada melhor que se incomodar com o excesso de arrogância e lidar com ele, com a oleosidade e tratar da pele e por aí vai.Um dia me disseram para me sentir como se fosse a pessoa mais importante do mundo.E quando fiz isso, meus caros e amados leitores, nada mais conseguira me fazer brilhar tantos os olhos.

Beijos, Vanessa!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s