Abner Melanias (Podcast: Contraponto)

1 2 3 começou, este é o contraponto!

Neste ano cheio de novidades, surge mais um podcast, se você gosta de podcasts já deve ter ouvido falar do BTCast, ou BiboTalk, dentro dele existia um “Spin-off” do BtCast que se chamava BtLero que tinha como participação o Abner Melanias, um convidado excepcional, que sempre trazia analises da cultura pop para dentro dos seus argumentos. Abner que era apenas um convidado, agora se tornou produtor, editor e host do seu próprio podcast dentro da família BiboTalk. Este podcast novo que você vai querer ouvir se chama “Contraponto” e para entendermos melhor como funciona, convidamos o Abner para fazer um bate papo conosco.

Lucas Luciani: Seja bem vindo Abner, eu acompanhei os dois primeiros episódios do contraponto um podcast que você está tomando frente, mas além dele você já estava participando de outros projetos na podosfera certo?

Abner Melanias: Hoje minha energia está concentrada em produzir, editar e hostear o Contraponto, um podcast da família bibotalk.com, que tem como principal objetivo trazer uma análise crítica da cultura pop. Pode parecer inicialmente que se trata de ter uma opinião contrária, mas não é isso. Contraponto é o uso de contrastes ou temas entrelaçados num texto literário, filme, série, música. 

Contraponto é uma possibilidade de repensar, de apresentar outros argumentos, de pensar a coisa por outro ângulo.Isso não tem a ver com relativismo, muito pelo contrário. Estamos falando da construção de um pensamento mais rico e por isso, enriquecedor.
O podcast contraponto é uma tentativa de ir além das opiniões superficiais. É trazer pessoas a pensarem além do óbvio.
Nós só refletimos, pensamos, gastamos energia cerebral através de um contraponto.

Lucas Luciani: Você acredita que o podcast ainda tem um grande publico na internet com tantos meios de comunicação que temos hoje em dia? Com canais do youtube por exemplo chegando a 42milhões de inscritos e influenciando milhares de pessoas?

Abner Melanias: O podcast é um entre tantas outras ferramentas de comunicação. A origem do podcast remonta a meados dos anos 2000, de forma geral, podcasts são uma parte da vida digital. Muito populares nos Estados Unidos, é a partir de 2013 que o “boom” da ferramenta podcast acontece. Mesmo com produções contando mais de 10 anos no ar, é com a popularização dos smartphones que essa onda se firma. Antes, focado em apenas um recorte de público, começa a abarcar um novo usuário de aplicativos, de vida digital ainda mais intensa que os movimentos anteriores. Não à toa, Deezer, Google Music e Spotify se lançaram a produzir plataformas para o lançamento de novos podcasts e outros formatos. Antes, esse trabalho era exclusivamente da iTunes.
Comparar o podcast com uma plataforma de vídeo, youtube, é erro. Os usuários podem ou não estar entrelaçados. No entanto, o que percebo é que existem produções, inicialmente pensadas, para determinados públicos e essa segmentação é apenas um dos caminhos pelo qual se move o podcast.

Lucas Luciani: Voltando para o contraponto, pode explicar um pouco o que é o contraponto?

Abner Melanias: O Contraponto é uma forma de analisar a cultura pop e uma possibilidade de enxergar a estrutura macro dela. O Contraponto tema intenção de pensar o subtexto da cultura pop, suas origens, seus produtores. O Contraponto é uma analise crítica da Cultura Pop. Mas está longe de ser um podcast que fala sobre os filmes de super-heróis da última temporada. Não é isso. A produção do Contraponto está em não falarmos apenas de um ponto de vista, ou de uma forma “mono”, só de uma obra, só de um filme. Pelo contrário, não é um clubinho que só participam alguns iniciados. Sabe aquele viral ou memê da última semana ? Então… é cultura pop. Sabe o Papa Francisco? É pop. A música é pop. A novela é pop. Estamos cercados pelo pop.

Portanto, o Contraponto é uma análise das estrutura desse recorte cultural. Porque não basta dizer se um filme é bom ou não. Isso é opinião. Por outro lado, investigar o porquê aquela obra me toca, saber qual a sua estrutura macro e quais são os intertextos utilizados pelo autor, quais as intenções, significados: Isso é contraponto.
Saber fazer relações, identificar as inspirações, a filosofia ou ideologia por trás de uma obra é a minha motivação de fazer o Contraponto.

 Lucas Luciani: O que você espera atingir com o seu novo podcast? Quais são os públicos alvos?

Abner Melanias: A dificuldade de se definir um público-alvo é imensa. Inicialmente não temos ferramentas de pesquisas apuradas para se determinar quem é o ouvinte médio desse tipo de podcast. Como expus, existe uma tentativa de se fugir dos temas mais rasos da Cultura Pop, como apenas repercutir lançamentos, trailers, ou o que temos de mais usual nesse tipo de segmento. Por isso, está sendo um trabalho bem complicado e que exige bastante da produção. Em síntese, espero atingir o consumidor de cultura pop na medida que ele estiver disposto a renovar sua maneira de pensar a arte que consome.


 

Lucas Luciani: Porque você escolheu o BiboTalk para ser a sede do seu podcast?

Abner Melanias: Na verdade, não fui eu quem escolheu o Bibotalk.com como plataforma para o Contraponto. Surgiu um convite do Rodrigo Bibo (idealizador do site/podcast) para que eu desse continuidade a uma ideia embrionária e juntos pensamos o Contraponto. O Bibotalk.com é, sem dúvidas, o maior produtor de conteúdo teológico cristão na web. Seja por meio de vídeos, podcasts, livros, ebooks, o podcast “BTCast” tornou a teologia nosso esporte. Da mesma forma que o cristianismo é um contraponto aos valores do mundo, o podcast Contraponto se apoia nesses valores para analisar os produtos pop contemporâneos, saindo do “pode ou não pode”.


 

Lucas Luciani: Podemos esperar quais assuntos para os próximos contrapontos? 

Abner Melanias: O que posso prometer nos próximos episódios do Contraponto é mexer com as várias categorias que subdividem a tag #CulturaPop. Nesse sentido, nas edições futuras abordaremos literatura pop, música, comportamento e web e claro, cinema/filmes.


 

Lucas Luciani: De todos os projetos que você participou na podosfera, quais foram as maiores criticas construtivas que são feitas, que resultaram uma oportunidade para você se aperfeiçoar?

Abner Melanias: Para quem produz podcast de forma séria, esta ferramenta nos modifica inteiramente. Desde a ideia inicial, a montagem da pauta, a escolha dos convidados, a pós-produção, edição final e interação com ouvintes, tudo isso promove um movimento que muda tanto quem ouve, quanto quem faz. Para ficar em apenas um exemplo, a série SE7EN – também em Bibotalk.com – que abordava a questão dos sete pecados capitais é um dos projetos que tenho mais orgulho de ter participado recentemente. 

 


 

Gostaria de agradecer a participação do Abner, quero desejar todo sucesso para ele em seu novo projeto, e você que deseja conhecer o contraponto, eu super aconselho a entrar neste link !! Abraços e ficamos por aqui, até a próxima semana com mais uma entrevista diretamente para vocês!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s