Momento Poeta 14/02 (Gustavo Roubert)

Boa Noite galera, o Momento Poeta está de volta! Se você tem interesse em participar mande sua poesia para o contato7sblog@gmail.com:

Muitas Coisas em Poucas Palavras

Olhos
para o céu cheio de estrelas
do mar.

Rosa-dos-ventos
para jardins suspensos não caírem
em si.

Bússola
para ancorar nuvens
de algodão.

Lei
para assegurar guarda
chuva.

Latim
para a cólera dos caninos
e de todos os outros dentes.

Demônio
para corromper o fiel
da balança.

Agulha
para desfazer nó
em pingo d’água.

Peneira
para tomar sopa
de letrinhas.

Rima
para condenar versos
livres.

Batom
para escrever poesia no céu
da boca.

Co-oração
para morrer de saudade
do seu sorriso.

Absurdo
para enxergar
o óbvio.

Gustavo Roubert é um escritor que não sabe escrever poesia, mas as figuras de linguagem na prosa dele são tão sistematicamente cuidadas que sempre passam por tratamento no Photoshop.
PS: Quem não tem estrofe caça com parágrafo. Fazer o quê?

Anúncios

10 comentários em “Momento Poeta 14/02 (Gustavo Roubert)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s