COMO SOBREVIVER AS FESTAS DE FIM DE ANO

 

Dezembro pra mim sempre foi um sacrifício. Eis que chega o natal, e logo atrás o ano novo, toda aquela baboseira de comemoração, família, fogos de artifício, barulho…

Realmente, não é fácil aturar aquele tio do “mas é pa vê ou pa cumê?”! MAS, esse ano, resolvi mudar minha forma de vista em relação às festas de dezembro e só testando pra ver! Faço aniversário no natal, o que talvez contribua para meu desânimo dezembroso pois é quase impossível ter uma festa normal fazendo anos em um dia tão celebrado por outro motivo.

Nos quatro últimos anos, tenho uma certa desesperança pelo natal e ano novo, explicarei o por quê: essas datas sempre me pareceram tão cheias de “enfeites” que mais pareciam datas para celebrar o consumismo! É triste saber que muita gente passa o natal jogado em calçada, sem ter o que comer e muitas vezes o que vestir, ou com quem conversar, e isso causa uma comoção a mais nas pessoas (pelo fato de ser natal, já que todo mundo vira um poço de bondade nessa época) mas quando chega janeiro, tudo isso some, puff, simplesmente desaparece.

Queria convidar você, meu querido leitor, a pensar nessas coisas simples da vida, como doar um agasalho ou um pedaço de pão a quem não tem nada, mudar a vida de alguém só com um ato! Um só! Quando estiver a mesa, com sua amada família, aproveite o momento, abrace a todos, ame-os com intensidade, seja verdadeiro! Passamos o ano todo separados, e quando nos encontramos não damos a mínima.

Para dar tchau, minha indicação de um conto que define exatamente como me sentia fazendo aniversário, de ninguém menos que Clarice Lispector, FELIZ ANIVERSÁRIO (leiam)!

Pra sobreviver às festas de final do ano, não vou te passar uma receita, muito menos uma fórmula. Você terá que descobrir.

Minhas sinceras condolências (oi? em que época você vive Isabella???), desejo a todos boas festas!

Anúncios

4 comentários sobre “COMO SOBREVIVER AS FESTAS DE FIM DE ANO

  1. Realmente o natal tem um significado muito maior que muitos não compreendem. Talvez por ser catolica e ir a igreja desde que estava na barriga da minha mãe, eu tenha um ponto de vista diferente. Mas o bom é sempre estar ciente de que o que realmente importa é a união da familia, para celebrar o real espirito natalino :)))
    Boas festas (e se anime! É seu aniversário hahah!)
    Beijo :*

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s